INICIAPF logo

Esqueces-te a tua palavra-passe?

Preenche o endereço de e-mail para receberes a hiperligação de redefinição da palavra-passe.

loader

INICIA PF logo

Enviámos-te um e-mail

Clica na hiperligação e segue as instruções para redefinir a palavra-passe. Se não recebeste nenhum e-mail, consulta a pasta de spam.

INICIA PF logo

Enviámos um e-mail de confirmação.

INICIAPF logo

Voltar a enviar o meu e-mail de confirmação

Introduz o teu endereço de e-mail para receberes o e-mail de confirmação.

loader

FEED

Peso corporal de um gato saudável: o que é e como mantê-lo sob controlo? Pesar o bem-estar do teu gato

Controlo de peso e dieta para gatos: O que é que está em jogo?

Assegurar que o teu gato tem um peso corporal saudável é essencial para o bem-estar dele, a curto e a longo prazo. Não só contribui para a qualidade de vida geral dele, como também pode ajudar a reduzir os riscos para a saúde e ajudar a aumentar o tempo de vida.

Infelizmente, estudos recentes revelam que até 50% dos animais domésticos têm excesso de peso ou são obesos1 . Esta elevada percentagem deve-se, em grande parte, ao facto de os animais de estimação não terem uma dieta adaptada a alterações no estilo de vida dos mesmos ao longo do tempo, por exemplo, benefícios nutricionais específicos e/ou quantidade de alimentos ou falta de exercício. Como se poderia esperar, assim como para nós humanos, as necessidades nutricionais do teu animal de estimação mudam dependendo do estilo de vida. É uma questão de equilíbrio.

No entanto, o aumento de peso em gatos também pode depender de outros fatores influenciadores, tais como:

  • género;
  • esterilização;
  • antecedentes de doenças;
  • idade;
  • falta de exercício.

Hoje, é amplamente reconhecido que o estilo de vida moderno de um animal de estimação exige uma rotina de alimentação mais personalizada que tenha em consideração os fatores de estilo de vida e fase de vida mais influenciadores.

Dicas sobre a quantidade necessária de alimentos que devo dar ao meu gato, pela Perfect Fit

CARREGA MAIS

Alcançar o equilíbrio certo

Caso estejas a perguntar-te sobre a quantidade necessária de alimentos que deves dar ao teu gato, podes ter a certeza de que dar ao teu animal de estimação a quantidade adequada de alimentos tendo em conta o género, a idade e o estilo de vida dele, bem como o facto de ser ou não esterilizado, é fundamental para manter um peso corporal saudável.

Comentário da Dr.ª Cornelia Ewering, especialista em nutrição da Perfect Fit - "Embora a quantidade de alimento que dás ao teu animal de estimação desempenhe um papel importante no peso corporal do teu gato, a forma e os momentos em que o alimentas podem desempenhar um papel igualmente importante. Comer demora menos de uma hora no dia do teu gato; ele passa a maior parte do tempo dele a dormir (entre 14 a 18 horas por dia). Por isso, as refeições do teu gato devem ser distribuídas ao longo do dia, em pequenas quantidades. Os dispensadores de granulado especificamente concebidos podem saciá-lo de forma natural, intervalando eficientemente as refeições dele ao longo do dia. E também tem o benefício adicional de proporcionar uma certa estimulação mental para o teu gato, uma vez que é encorajado a procurar e a esforçar-se pelo seu granulado!

Dito isto, ajustar simplesmente a ingestão de calorias do teu animal de estimação é apenas parte da solução. Os alimentos para gatos recomendados pelo veterinário podem ajudar-te, mas equilibrar eficazmente o peso corporal do teu animal de estimação requer uma abordagem abrangente que exige um estilo de vida saudável, um que inclua exercício regular, que se pode efetivamente conseguir ao brincar.

Comentário da Dr.ª Corinne Lesaine, veterinária consultora da Perfect Fit – “O teu gato fica em forma ao brincar em jogos de caçadas e escondidas. Num ambiente de pouco estímulo, o teu gato vê a alimentação como uma maneira de lidar com o tédio, e ceder à insistência dele em pedir comida e guloseimas irá reforçar este comportamento. Pondera guardar as guloseimas para o tempo de brincadeira ou de aprendizagem, pois constituem excelentes oportunidades para agradares e combateres o tédio dele com atividades divertidas e estimulantes, durante as quais podes recompensá-lo pelos seus esforços. A fim de ajudá-lo a manter um peso corporal saudável, as porções de ração do teu gato devem ser ajustadas de acordo com o número de guloseimas recebidas durante todo o dia.” 

O trio saudável

É sabido que um fator-chave para gerir eficazmente o bem-estar do teu animal de estimação é através da adoção de uma abordagem integrada que combine nutrição saudável (por exemplo, usando alimentos para gatos para controlo de peso), a quantidade certa de exercício e a estimulação mental através da interação lúdica. Estes três “valores fundamentais” podem ser considerados os três pilares do bem-estar: alimentação/movimento/brincadeiras, e que acreditamos serem a chave para manter o teu animal de estimação em boa forma ao longo da vida!

A ideia desta abordagem integrada consiste no facto de os três pilares trabalharem em conjunto e contribuírem uns para os outros para melhorar o bem-estar geral do teu animal de estimação. Mais do que apenas proporcionar ao teu animal de estimação um estilo de vida mais equilibrado em geral, esta abordagem contribuirá para uma interação ainda mais próxima entre o dono e o animal de estimação. É uma situação em que todos ganham!

Gerir o peso do teu animal de estimação requer um certo grau de disciplina, mas é fundamental para preservar a saúde e garantir o bem-estar do teu gato ao longo da vida. Tal como a qualidade e a quantidade de alimentos que dás ao teu gato são dois fatores determinantes, sobretudo em gatos esterilizados que são mais propensos a ganhar peso (hiperligação para a página Guia de nutrição), dar-lhe a oportunidade de se mexer e fazer exercício físico são igualmente importantes. Acreditamos que as brincadeiras serão em breve as tuas melhores ferramentas para motivar o teu gato!

  • [1]Holmes KL, Morris PJ, Abdulla Z, Hackett R, Rawlings JM. Fatores de risco associados ao excesso de peso corporal em cães no Reino Unido. J Anim Physiol Anim Nutr. 2007;91:166-167.