INICIAPF logo

Esqueces-te a tua palavra-passe?

Preenche o endereço de e-mail para receberes a hiperligação de redefinição da palavra-passe.

loader

INICIA PF logo

Enviámos-te um e-mail

Clica na hiperligação e segue as instruções para redefinir a palavra-passe. Se não recebeste nenhum e-mail, consulta a pasta de spam.

INICIA PF logo

Enviámos um e-mail de confirmação.

INICIAPF logo

Voltar a enviar o meu e-mail de confirmação

Introduz o teu endereço de e-mail para receberes o e-mail de confirmação.

loader

EU E O MEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

Como posso evitar que o meu animal de estimação fique enjoado no carro?

Levar contigo o teu cão ou gato numa viagem de carro pode ser uma alegria, mas os animais de estimação que sofrem de enjoos de movimento podem rapidamente transformar a diversão numa experiência desconfortável.

Então, como evitar que o teu animal de estimação fique enjoado no carro?

Primeiro, vamos ver a razão pela qual cães e gatos ficam enjoados e, em seguida, veremos algumas estratégias de prevenção.

Porque é que os animais ficam enjoados no carro?

A principal razão pela qual cães e gatos parecem ter enjoos de movimento é a mesma razão pela qual os seres humanos os têm. É a sensação que temos quando o que vemos através da visão é diferente do que sentimos no nosso ouvido interno. (O ouvido interno é a parte mais interna do nosso ouvido - é uma área extremamente sensível responsável pela audição e pelo equilíbrio).

E, da mesma forma que é mais provável que as crianças tenham enjoos de movimento, também é mais provável que os cães e gatos mais jovens os tenham. Isto pode dever-se ao facto de que estrutura do ouvido interno deles não está ainda totalmente desenvolvida, mas também pode dever-se à falta de experiência de viagem. Os animais de estimação mais jovens não estão habituados a estar num carro e a experienciar os diferentes sinais que os olhos e ouvido interno deles enviam para o seu cérebro.

A outra razão pela qual cães e gatos ficam enjoados no carro pode ser emocional. Se ficavam enjoados no carro quando eram cachorrinhos ou gatinhos, podem automaticamente associar o carro com estar enjoado - o que agrava o enjoo - ou, se associam as viagens de carro apenas às consultas veterinárias, tal pode provocar ansiedade no teu animal de estimação. E esta ansiedade pode manifestar-se como enjoo.

Dicas da Perfect Fit para prevenir os enjoos dos teus animais de estimação no carro

CARREGA MAIS

Como evitar que o teu animal de estimação fique enjoado no carro

Felizmente, existem muitas estratégias para ajudar a evitar que o teu animal de estimação fique enjoado no carro e tornar as viagens - longas e curtas - muito mais agradáveis para ambos.

1. Começa cedo

Antes de mais nada, a melhor coisa que podes fazer pelo teu animal de estimação é dar-lhe muita experiência com viagens de carro quando ele é jovem, mesmo logo após a adoção. Com algum reforço positivo ele vai aprender que as viagens de carro significam a chegada de muita diversão e aventuras.

Começa com viagens curtas a destinos agradáveis, como parques ou para visitar amigos, e incentiva e reforça a experiência positiva sempre com carinho, jogos, o brinquedo favorito dele e até mesmo uma guloseima.

Sê paciente, enquanto o teu animal de estimação aprende esta nova capacidade. Há muitas coisas a que eles têm de se habituar – novos ambientes, novos cheiros, novos ruídos, novas vibrações. Mas, com tempo e paciência, o teu animal de estimação vai começar a associar o carro a diversão e, em breve, serás capaz de fazer viagens muito mais longas.

2. Torna a viagem confortável

Os cães e gatos devem, de preferência, viajar em transportadoras fixas de forma segura no banco de trás do carro ou na parte traseira de uma carruagem de comboio.

Os cães também podem ser transportados na parte traseira de uma carrinha sem uma transportadora, se houver uma grade de proteção para cães. Se forem colocados no banco de trás, deverão estar presos com um arnês e cinto de segurança.

No caso dos cães, independentemente do modo como os vais transportar, coloca-os de forma a que eles estejam virados para a frente. Isso vai ajudá-los a compreender que estão a viajar para a frente, o que vai reduzir a confusão entre o que os olhos deles veem e o que o ouvido interno transmite ao cérebro deles.

No caso dos gatos, é importante lembrar que eles são muito sensíveis a novos ambientes e experiências, pelo que a melhor opção é não os transportar de carro, se possível. Se tal for necessário, toma alguns cuidados especiais para ajudar ao conforto do gato.

Em primeiro lugar, certifica-te de que ele está muito familiarizado com a transportadora antes de começar a viagem. Pulveriza a transportadora com algumas feromonas felinas sintéticas, um dia antes da viagem, e coloca dentro da transportadora um dos cobertores de casa e um brinquedo favorito dele.

Fica atento ao gato durante a viagem, certificando-te de que ele está confortável.

Além disso, tenta manter o ambiente dentro do carro tão tranquilo e calmo quanto possível. Evita música alta ou falar alto.

3. Apenas uma refeição ligeira antes de viajar

Se sabes que vais fazer uma viagem de carro, tenta não alimentar o teu cão 6-8 horas e o teu gato 2 horas antes da mesma. Isto vai ajudar a evitar problemas de estômago1.

4. Distrai-os

Se possível, tem alguém sentado ao lado do teu animal de estimação para cuidar dele (que é muito mais do que falar e limpar e verificar se eles precisam de parar) nas suas viagens de carro. Esta pode ser uma excelente maneira de distrair o teu animal de estimação e reduzir a ansiedade.

Também é útil colocar algo de casa na transportadora do animal – o brinquedo ou cobertor favorito dele – qualquer coisa que o acalme e lhe dê algo em que se concentrar que não a viagem de carro. Façam uma caminhada maior antes de começar a viagem de carro, porque se ele estiver um pouco cansado é mais provável que durma durante a viagem – que é a situação ideal para uma primeira vez.

5. Faz paragens frequentes

Faz uma pausa, para ti e para o teu animal de estimação, pelo menos de duas em duas horas.

Parar com mais frequência é particularmente bom para cães. Não só lhes permite descansar do carro, como lhes dá oportunidade de fazer as necessidades e de esticar as pernas e explorar um espaço novo.

Os gatos geralmente ficam stressados com novos ambientes pelo que, caso os tires da transportadora, é melhor mantê-los no carro.

Nunca deixes o teu gato ou cão sozinho no carro, mesmo à sombra ou com as janelas abertas. As temperaturas dentro de um carro podem subir muito rapidamente, mesmo em dias nublados, e podem pôr o teu animal de estimação em risco de insolação.

6. Medicação

Tal como ocorre com as pessoas, há também medicamentos que podem ajudar os animais de estimação a não enjoar no carro.

Consulta o teu veterinário; eles podem prescrever medicamentos apropriados para tratar os enjoos de movimento e a ansiedade em animais de estimação.

As feromonas sintéticas, como mencionado acima, podem ser especialmente calmantes para gatos e podem ajudá-los a habituar-se a novos ambientes.

Enjoar no carro não é uma experiência agradável, mas com alguns gestos e precauções simples é possível tornares a vossa próxima viagem confortável para o teu animal de estimação.

Sê paciente, foca-te no reforço positivo e usa medicação, se necessário. Em breve, o teu animal de estimação (particularmente o teu cão!) estará ansioso para sair para a vossa próxima grande aventura.